Em Fá Sustenido
 
20 de Agosto de 2012

 

Escorrem poemas

Momentos de água

Deslizando em fendas

Talhadas a par e passo

 

Podem acordar os pássaros

Aprisionados no espelho

Soltarem-se do rio

Os doirados das nuvens

Do fundo das muralhas

Labaredas azuis

 

Que nas horas escuras ou leves

Imensas ou breves

Entre charcos e bordados

Palavras e pedras

Versos e pétalas

Há um espelho que nos reflecte

 

musicado por fá# às 20:12 link da pauta
Escalas: ,
Um poema lindíssimo Fá acompanhado igualmente de uma foto belíssima.

Beijos

Manu
Obrigada, Manu!
Podemos encontrar beleza nas pequenas coisas.

Beijinhos
fá# a 23 de Agosto de 2012 às 15:49
Com mais som
23 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
13 comentários
12 comentários
11 comentários
10 comentários
8 comentários
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape