Em Fá Sustenido
 
24 de Maio de 2011

 

Ouvi o mar chamar por mim, insistentemente.

 

Fiz silêncio e pus-me à escuta: era isso mesmo, o mar sussurrava-me ao ouvido aquela melodia de que eu começava a sentir falta.

 

Procurei-o ao cair da tarde. Na areia branca, húmida, deixei o rasto dos pés, junto com o das gaivotas seduzidas pela traineira do peixe.

 

O azul imergiu-me; a distância naufragou-me.

 

Deixei os pés afundarem-se na areia, submergidos pela rebentação das vagas, escorridos na espuma, embebidos nessa água, mas perdidos noutro sal, porque é outro longe que eu sinto.

 

As gaivotas, atraídas pelo odor do peixe, voam em redor do barco em busca de alimento.

 

Eu procuro outro barco. Atraída pelo fragor do mar, deixo mergulhar os pés e flutuo os sentidos nesse embalo, numa ânsia de me transportar para outro lado no meio do oceano... para lá; para lá: onde a saudade me dói.

 

musicado por fá# às 08:51 link da pauta
Escalas:
"a distância naufragou-me."

"Mi" (me, eu, moi-même, moi...) deixa-te esta nota: O mar, este mar aqui, cheira-me muito a poesia. E eu... gosto! ;)

E fico-me só por esta. Bjs!
malu a 24 de Maio de 2011 às 10:47
Também em notas de música se faz poesia; em Fá, em Lá, em Mi... em mar... em azul, em cinzento, e de todas as notas e cores, conforme o momento. :)
fá# a 24 de Maio de 2011 às 12:47
Gosto de mar, por ele me passeio em tardes enoviadas, ou de sol abrasador, capinhando e sonhando com o que está para lá de tudo o que vejo e sinto.
Conto-lhe segredos, rfresco-me nas ondas e lavo a saudade que eu quero ver partir.
Gostei de te ler, da foto do teu mar.
Continua a navegar nas palavras e nas imagens

Beijinhos

Ps. Dos blogues sentaqui e Existe um Olhar
sentaqui a 30 de Maio de 2011 às 00:17
Vai-se navegando e, outras vezes, nadando nos embalos das ondas, ao sabor das correntes e, também, contra ventos e marés se preciso for :)

Obrigada!

Bjos
fá# a 30 de Maio de 2011 às 17:33
Bem-vinda ao mundo da blogosfera. Gosto muito da forma como escreves e por isso, sem querer ser abusador, tomei a liberdade de te adicionar.
Beijinhos
:)))
Lynce a 30 de Maio de 2011 às 18:50
:) Obrigada. Este mundo da blogosfera sapo ainda me é um pouco alheio... mas vamos navegando...

Bjs
Daqui a uma semana, dás cartas a mexer nos bastidores desta coisa...
:)))
Lynce a 30 de Maio de 2011 às 19:15
Depende das 'escalas' que se me apresentarem :))
Tem cuidaddo...Uma vez ia "escarafunchando" esta coisa toda. Pus-me a mexer no CSS do meu blogue, na personalização avançada, e nunca mais me entendi com isto...
Lynce a 30 de Maio de 2011 às 19:33
Pois. Tb já ia dando assim cabo de um, mas da blogspot... e aqui, sendo o sustenido um acidente, é melhor não mexer muito.. lol
Nem me fales do blogspot...O blogger está mais p`ra lá, do que p`ra cá...é uma desgraça completa.
Aqui, se tiveres problemas, basta ires ao blogue oficial do Sapo colocar a questão e o nosso amigo Pedro resolve o problema na hora.
Lynce a 30 de Maio de 2011 às 19:52
Vai-se vendo...
fá# a 30 de Maio de 2011 às 20:02
Como consegues falar tão belo assim do mar...
Amei, Fa!
Beijos
vanuza a 31 de Maio de 2011 às 22:53
Porque o mar também fala :)
O mar e toda a natureza, enfim, têm voz e linguagem. Só precisamos abrir a mente e o coração para entendê-la.
Muita ternura, Fa!
vanuza a 1 de Junho de 2011 às 18:33
Com mais som
23 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
13 comentários
12 comentários
11 comentários
10 comentários
9 comentários
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape