Em Fá Sustenido
 
20 de Junho de 2011

 

Fui perguntar às rochas
O que sentem
Quando o mar as abraça

 

Disseram-me
Que sentem arrepios molhados
Pois que o mar é irrequieto
E lhes dá beijos salgados
Que ora as veste de espuma branca
Ora as despe enamorado

 

Sentem-se amadas por ele
E outras vezes odiadas
Quando ele as prende e as força
Com os seus braços pesados
Sem ter remorso nem dor
Em abraços agitados
A ceder ao seu amor

 

musicado por Fá# às 11:00 link da pauta
Escalas: ,
ai menina musical que mar divinal!!!
acho que o conheço!
será que uma gotinha do seu sal mereço? :)

lindo! obrigada pelo momento
gostei aqui do teu novo (para mim que ando na vadiagem)cantinho
feito com tanto miminho!!!

beijinho Fa
Sempre a rimar/remar!!!
O mar tem sal para todos :)

Beijinho, amiga!
O amor é mesmo assim : como o mar
O mar é mesmo assim : como o amor ;)
Ora mansinho, quente e ternurento, ora impetuoso, possessivo, impulsivo e intransigente. Mas sempre Grande, grande - como o amor,como o mar.

Bjs, gostei muiiiito!
E sejam sempre grandes os nossos braços :)
Fá# a 26 de Junho de 2011 às 17:52
Com mais som
23 comentários
18 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
13 comentários
12 comentários
11 comentários
10 comentários
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape