Em Fá Sustenido
 
26 de Agosto de 2011

 

Tenho uma alma-gaivota que não se confina ao chão

Um coração sempre com sede de ar

Um mar nos olhos que escorre do peito

Em leito de asas feito

 

É entre gaivotas que a minha alma voa

 

musicado por Fá# às 17:26 link da pauta
Escalas:
E eu gosto de apreciar o voo da tua alma...
Belas palavras, querida amiga. Gostei imenso, destas e das outras mais abaixo.
Beijos.
Obrigada. Os voos não devem poder ser exclusivos das aves...
:)

Bjos
Fá# a 30 de Agosto de 2011 às 12:52
Com mais som
23 comentários
18 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
13 comentários
12 comentários
11 comentários
10 comentários
Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape